Veja como o paisagismo se transforma num investimento em qualidade de vida

Dar conta da agitada rotina característica das grandes cidades é uma tarefa nem sempre fácil, não é mesmo? Trânsito, horários, atividades diversas e concentração populacional são alguns dos elementos que entram em jogo e precisam ser equacionados para uma adequada gestão do dia a dia. 

É um cenário altamente relacionado ao movimento de urbanização que aumenta, a passos largos. Até 1950, a população brasileira era predominantemente rural, mas, essa realidade literalmente se transformou. Dados divulgados pelo IBGE, no segundo semestre de 2018, indicam que mais da metade da população do país vive em apenas 6% das cidades. Pela conclusão do estudo, os brasileiros estão vivendo, prioritariamente, nos municípios de médio e grande porte.

Empreendimentos integrados à natureza

Uma realidade que, muitas vezes, torna rara a perspectiva de contato com a natureza, tão importante em se tratando da busca por uma vida com mais qualidade e saúde. Por isso, um dos focos da construção civil moderna é, justamente, trazer para o conceito dos empreendimentos entregues ao mercado, uma maior integração com a natureza.

No cumprimento dessa função é fundamental o papel dos bons projetos paisagísticos. Como ponto de partida para compreender melhor essa colaboração, vale a pena pensar um pouco no conceito de paisagismo, que tem como foco a promoção de bem-estar sob a perspectiva ambiental e humana. 

Ou seja, cabe ao profissional paisagista entender como as áreas naturais que cercam os empreendimentos podem agregar qualidade de vida aos moradores, levando em consideração quesitos como aproveitamento das áreas verdes, iluminação, elementos de decoração e disponibilização de espaços comunitários.

Espaços eficientes e agradáveis 

O resultado de um plano paisagístico bem desenvolvido, num empreendimento imobiliário, é formado com espaços racionais, bem aproveitados e aprazíveis, que valorizam o imóvel. Uma preocupação que está relacionada às características de cada casa ou apartamento, bem como ao planejamento de áreas de lazer e descanso, e que estão cada vez mais diversificados nos condomínios.

No caso dos empreendimentos horizontais, a opção por morar numa casa já reflete o perfil de alguém que busca mais chance de aproveitar o espaço urbano e quer mais alternativas para curtir a família sem grandes deslocamentos. Com vistas a oferecer uma boa experiência de morar, empresas como a Costa Sul Urbanismo, focada em condomínios horizontais, fazem do projeto paisagístico um elemento diferencial, num olhar que perpassa cada etapa do processo, desde a escolha do terreno.

Um bom exemplo vem com o Residencial Altos do Jardim, empreendimento que inaugura a presença da urbanizadora na cidade de Biguaçu, na Grande Florianópolis. São 156 terrenos, com viabilidade de uso residencial e comercial, numa área total de 202.055,52 mil m². O empreendimento conta com uma área verde de mais de 7.900 m², que é super bem aproveitada num excelente projeto paisagístico e de lazer.

A prática de esportes é estimulada por uma infraestrutura que inclui pista de corrida e caminhada, playground, academia ao ar livre e ginásio de esportes. Agregada a esse legítimo convite ao bem viver, ainda há uma praça e uma área de piqueniques. Tudo é pensado para que o morador realmente usufrua com qualidade e praticidade de todo um conjunto de opções. Saiba mais sobre o Residencial Altos do Jardim, que tem entrega antecipada para 2020, acessando o site do empreendimento.