Tubarão: bairro Humaitá de Cima ganha impulso com o contorno viário e novidades do mercado imobiliário

O contorno, com previsão de entrega em dezembro, vai promover crescimento para Tubarão, cidades vizinhas e bairros que compõem a região

O setor da construção civil vem consolidando bons resultados, numa retomada de atividade observada desde 2018. As projeções divulgadas por órgãos oficiais, como a Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC), esperam um crescimento do mercado imobiliário que varie entre 10% e 15%, no acumulado de 2019. 

Como fatores de impulso para esse otimismo entram em jogo questões como a ampliação da oferta de crédito e a tendência de queda dos juros. Em Santa Catarina, as projeções seguem a mesma linha. O Conselho Regional de Corretores de Imóveis de Santa Catarina (Creci-SC) apurou, em 2018, um crescimento de 6%, estimando que o índice também possa chegar aos 10% em 2019, no recorte catarinense do mercado de imóveis.

Na região Sul, crescimento acompanha investimento em infraestrutura

É um cenário positivo que, em algumas regiões do estado, ainda conta com o auxílio de importantes investimentos em infraestrutura. Tubarão, um dos polos do Sul catarinense, surge como bom exemplo. Depois da recente duplicação da BR 101, está em fase de finalização a obra do contorno viário do município, que deve ser entregue em dezembro deste ano.

Será mais um fator de atração de investimentos para a cidade que, de acordo com a recente estimativa populacional divulgada pelo IBGE, abriga perto de 106 mil habitantes. O município acompanha as projeções também positivas divulgadas pelo Sindicato da Habitação do Sul de Santa Catarina (Secovi Sul/SC), que visualiza aumento nas vendas. 

Dados do portal setorial da Federação das Indústrias do Estado de Santa Catarina (FIESC), cujos números mais recentes são de 2017, apontam que os estabelecimentos e empregos da construção civil na cidade respondem por 2% do total catarinense. Os indicadores da FIESC ainda atribuem à construção civil 5,83% das unidades industriais e 4,77% dos empregos tubaronenses.

Na visão de profissionais do segmento, o incremento de mobilidade trazido pelo contorno viário promete ainda mais impulso para os empreendimentos imobiliários da região atendida pela obra. Atualmente, a área tem tráfego de rodovia, funcionando como ligação entre as BR’s 101 e 116. Uma característica que tende a mudar com o contorno, que deve eliminar a circulação de veículos pesados, ganhando características de via local, para atender o fluxo de veículos leves.

Atratividade para empresários e moradores

Será mais um fator de vantagem para bairros como Humaitá de Cima, localizado na região. A localização privilegiada, que conecta importantes cidades como Braço do Norte, São Ludgero e Gravatal, já faz a área bastante valorizada como rota turística no caminho de estâncias de águas termais. Além do mais, ali também estão localizadas grandes empresas, bem como uma ampla e completa rede de comércio e serviços

Em última instância, as melhores condições de mobilidade do bairro de Humaitá de Cima vão reverter em crescimento para o município, com aproveitamento de áreas ali disponíveis para construção. A aposta é de que a facilidade de acesso a outros municípios, bem como ao centro e diferentes regiões da cidade, torne o bairro ainda mais atrativo para moradores e empresas, girando a roda da economia local.

Isso tendo em vista, por exemplo, os benefícios que a eliminação do tráfego pesado vai trazer ao comércio local. Com a conversão da rodovia em avenida, a região ganha mais viabilidade de estacionamento e travessia por pedestres. Ou seja, vai ficar mais fácil morar, comprar e ter acesso as serviços presentes em Humaitá de Cima.

Um contexto que ainda vai estimular o surgimento de empreendimentos imobiliários diferenciados, como o lançamento que a Costa Sul Urbanismo está anunciando ainda esse ano, e está localizado no bairro. O projeto é de um empreendimento horizontal que aproveita a mobilidade e a praticidade da região, a partir de seu potencial residencial, empresarial e comercial. Uma das vantagens é que esse projeto vai conectar o bairro São João à SC-370, por meio de uma longa avenida projetada no empreendimento. 

O loteamento, assinado pela Costa Sul Urbanismo, é outro fator para o desenvolvimento da área que vem atraindo grandes marcas e cidadãos interessados numa opção de excelência em moradia, com qualidade de vida.

Mais informações através do site www.costasulurbanismo.com.br