Revestimentos: qual a melhor opção para cada ambiente?

Cada etapa da execução de uma reforma ou construção é acompanhada por diversas decisões. Tamanho da cozinha, tipo de cobertura e até mesmo a pintura de cada ambiente, tudo deve ser analisado pensando no conforto e praticidade dos futuros moradores. Se você pretende escolher um revestimento para o seu novo lar, deve saber que opções não faltam no mercado. Por isso, além da estética, é importante ficar atento com a funcionalidade de cada um, dando prioridade para aquele que mais se enquadra nas características do ambiente.

Como escolher o revestimento de cada ambiente:

1. Cozinha – As áreas molhadas são aquelas que precisam de um planejamento ainda mais específico para a escolha dos revestimentos que irão compor o ambiente. Isso porque, além da resistência à presença de água, é preciso que o mesmo ofereça segurança para os moradores e praticidade com a limpeza. Isso não quer dizer que as opções sejam restritas, é possível investir na estética e, ao mesmo tempo, na funcionalidade que o revestimento oferece. Nesse caso, as melhores opções são os pisos cerâmicos e as tradicionais pastilhas, que podem ser combinados entre si para criar um espaço diferenciado, principalmente na área interna do box e atrás das pias.

2. Banheiro – Assim como na cozinha, a escolha do revestimento do banheiro deve priorizar a segurança e praticidade na limpeza, sem deixar de lado a boa resistência contra umidade. Por isso, além dos pisos cerâmicos e as pastilhas, outra opção que pode diferenciar a arquitetura do ambiente é o porcelanato amadeirado, uma tendência cada vez maior quando o assunto é decoração moderna.

3. Quarto – Na hora de planejar os quartos o primeiro detalhe a ser analisado é o conforto de quem vai utilizá-lo, priorizando aspectos que condizem com o gosto pessoal desse indivíduo. As opções de revestimento adequadas para esse ambiente são muitas: papel de parede, madeira, cimento queimado, ou até mesmo pedra natural, todas podem colaborar com uma decoração sofisticada e aconchegante. No caso das escuras, é interessante mesclar a escolha com detalhes mais claros como uma forma de realçar o revestimento escolhido. Além disso, mobílias modernas conseguem um bom resultado quando combinadas com alternativas mais rústicas, como a madeira ou pedra.

4. Sala – Considerada como a primeira impressão da casa, a sala deve ser planejada como uma demonstração do restante dos ambientes. Por isso, é importante priorizar o conforto e detalhes que realcem a decoração. Nesse caso, uma boa opção é a combinação de paredes simples com algum revestimento específico, como tijolos de demolição, papéis de parede, madeira natural ou até mesmo, cimento queimado. Relacionando dois tipos de revestimentos é possível conseguir um ambiente acolhedor e diferenciado.

Para uma escolha ideal, a dica é ter contato e buscar conhecer todas as possibilidades disponíveis no mercado, avaliando quesitos como durabilidade e praticidade. Além disso, é importante estar atento com a cor de determinadas opções, que muitas vezes podem interferir na iluminação do ambiente. Pensando na estética, conforto e funcionalidade, essa decisão pode ajudar a projetar um ambiente atrativo para todos!