6 dicas para fazer um planejamento de obra assertivo para sua casa

Um bom planejamento de obra vai muito além de evitar riscos e impactos prejudiciais ao andamento do projeto. Impede, principalmente, surpresas no seu tempo de execução e assegura tranquilidade para que tudo transcorra no maior equilíbrio e paz.

No entanto, vale ressaltar que sempre ocorrem problemas no meio do caminho, como gastos inesperados, prazos de mão de obra não atendidos, questões relativas à regularização da obra, fornecedores que atrasam, orçamentos desatualizados e outros fatores que — apesar de toda a organização — são inevitáveis.

Por isso tudo, um planejamento assertivo pode sim garantir sucesso e melhorar o andamento da obra de sua casa. Confira, então, algumas dicas que podem ajudar a manter tudo sob controle. Veja!

1. Faça uma análise da localidade

Ao escolher o local, a primeira medida é fazer um levantamento sobre a região onde será executada a obra, como dados sobre o terreno e tudo que o circunda. Do contrário, podem ocorrer situações adversas durante a edificação, como problemas relativos ao solo que comprometam a continuidade ou o calendário do projeto.

2. Certifique-se sobre a regularização da obra

Um dos problemas que podem comprometer — e muito — o bom andamento de um projeto é a burocracia que envolve a regularização da obra. Por isso, ao planejá-la os requisitos de licenciamento devem ser respeitados para evitar que imprevistos ocorram durante a execução.

Confira, alguns pontos importantes no checklist de uma obra:

  • Alvará de Construção;
  • Matrícula do imóvel;
  • Atestado de conformidade da instalação de energia elétrica;
  • Atestado das concessionárias de água e esgoto;
  • Auto de vistoria do corpo de bombeiros, entre outros.

3. Defina os prazos de todas as etapas

Considere cada etapa da obra no seu planejamento e dê margem para possíveis eventualidades e até a mudanças que se queira fazer no projeto. No entanto, deve haver o cuidado para que os prazos não sejam demasiadamente estendidos e isso venha a prejudicar a qualidade e o andamento da construção.

4. Prepare-se contra as adversidades

Falta de profissional, demora na entrega dos materiais, variação climática e outras variantes podem atrapalhar a obra e prejudicar o planejamento. Por isso, alguns imprevistos relacionados a tempo e investimento devem constar no planejamento e contar com eles pode ser uma forma de manter o cronograma bem ajustado.

5. Acompanhe seu planejamento de obra

Se você quer um bom planejamento de obra, ter uma visão concreta é essencial. Por isso, não pode faltar um diário de obra, onde deverá constar seu histórico e tudo que for realizado rotineiramente.

Dessa forma, se terá uma noção sobre o andamento da construção — se os prazos estão sendo cumpridos, se há necessidade de acelerar ou diminuir o ritmo, entre outras questões relevantes.

Esse acompanhamento é crucial para avaliar se tudo está nos conformes e as metas e os prazos estão sendo atendidos conforme o planejado.

6. Foque no orçamento buscando o melhor custo-benefício

A regra para se manter dentro do orçamento é procurar por materiais e acabamentos com um bom custo-benefício, nunca se descuidando da qualidade — lembrando que o barato sempre sai caro. O importante é pesquisar por preços, mas se mantendo sempre dentro do padrão idealizado pelo projeto.

Como você conferiu nesta leitura, um bom planejamento é essencial para que nada seja esquecido no decorrer da obra. Inicialmente podem parecer muitos os detalhes que cercam a construção, mas basta acompanhar de perto para que tudo se encaminhe e termine bem.

Gostou deste conteúdo? Entre, então, em contato com a Costa Sul e conheça nossos lançamentos e as boas ofertas para nossos clientes!