Entenda o papel dos empreendimentos horizontais para as cidades

Você já deve ter ouvido falar que a construção civil é um dos principais motores da economia, não é mesmo? Os números que dão suporte a essa visão são bastante importantes. Afinal, estamos falando de um setor que representa, em média, 9% do PIB global e é responsável por cerca de 13% da força de trabalho do mundo. 

Mas em se tratando de entender os motivos que fazem a engrenagem da construção tão importante, surge outro papel fundamental. O trabalho desenvolvido por toda a cadeia desse setor é totalmente relacionado ao desenvolvimento das cidades. 

Pavimentação, sistemas viários e de abastecimento de água e energia,por exemplo, são fatores de qualidade de vida e desenvolvimento urbano que não se fariam presentes sem a atividade da construção civil. 

Empreendimentos horizontais fazendo a diferença

Um contexto bastante ilustrativo dessa realidade surge com os chamados empreendimentos horizontais. Neles, fica bastante clara a contribuição das construtoras para um bom planejamento urbano. 

São empreendimentos fundamentados em oferecer os benefícios de morar numa casa, com segurança e desfrutando de espaços para lazer, convivência e compartilhamento. Por isso, o trabalho das empresas que constroem empreendimentos com esse perfil começa justamente pelos elementos de infraestrutura. 

Os condomínios horizontais são entregues, dependendo das características de cada projeto, com elementos como pavimentação asfáltica, iluminação pública e toda a adequação estrutural necessária para que o morador tenha toda a comodidade em construir sua casa de forma prática. Isso sem contar o compromisso ambiental cada vez mais presente para as construtoras.

Alguns bons cases

E não faltam exemplos claros do quanto os empreendimentos horizontais não apenas se tornam  espaços de bem viver, mas também colaboram para que as cidades sejam mais eficientes e confortáveis. 

A Costa Sul Urbanismo, player focada na entrega de empreendimentos horizontais na Grande Florianópolis e no sul de Santa Catarina agrega excelentes cases ao portfólio. Um dos grandes nortes do trabalho da construtora é justamente fazer com que os empreendimentos tenham um positivo impacto comunitário. 

Essa preocupação faz com que as etapas de pesquisa, pré-projeto e pré-lançamento tenham como pontos diferenciais o levantamento e alinhamento de cada novo empreendimento com as necessidades locais.

Trata-se de um trabalho de transformação de terrenos vazios em bairros com vida própria. Em alguns dos empreendimentos mais recentes, inclusive, a Costa Sul Urbanismo propõe o uso misto, com quadras comerciais. 

É o caso do Altos do Jardim, a primeira iniciativa da construtora na cidade de Biguaçu, na região metropolitana da capital catarinense. A ideia, com os espaços destinados ao uso comercial, é que os moradores já contem com uma rede completa de comércio e serviços no próprio condomínio, sem precisar se deslocar. 

Entregando desenvolvimento e qualidade de vida

Nas áreas de lazer e convivência, a Costa Sul Urbanismo aposta em ir além. Esses espaços são planejados para promover bem-estar não apenas a quem mora nos empreendimentos assinados pela empresa.

Em Tubarão, a prática de investigar e validar necessidades da comunidade, como forma de contribuir para uma cidade melhor, gerou iniciativas impactantes e que acabam fazendo da empresa uma parceira do poder público na promoção de desenvolvimento urbano.

O Nova Congonhas, por exemplo, é um empreendimento entregue e que agregou o projeto I Love Tuba. Foi uma ação que fomentou iniciativas de desenvolvimento local e incentivou o orgulho dos moradores pela cidade. 

O Via Mar Parque Residencial, também no município do sul de Santa Catarina, se tornou o primeiro empreendimento imobiliário da cidade a integrar um Parque Urbano, com mais de 10 mil m². Algo que também ocorreu no Parque das Vilas, em Governador Celso Ramos. É outro  empreendimento a agregar um parque linear ainda não existente na cidade, com projeto paisagístico pronto e estrutura completa de convivência ao ar livre.

No Vista da Pedra, que fica em São José, a cidade metropolitana mais próxima de Florianópolis, foi criada uma associação de moradores. O objetivo foi envolver quem vive no empreendimento no estabelecimento de normas urbanísticas e de convivência. A associação atuará como órgão de orientação, fiscalização, autuação e execução do condomínio. É um diferencial que se agrega às características do empreendimento que faz história como o primeiro case de loteamento aberto com acesso controlado na região em que está localizado.

Tudo para garantir que construir seja um trabalho de transformação social e realização de qualidade de vida, para os moradores e as cidades. Quer saber mais sobre como a Costa Sul Urbanismo vem colaborando para as bases do bom planejamento urbano? Visite o site da empresa e fique por dentro de tudo!