Documentos para financiamento: confira 5 dicas primordiais para esse momento

Você já se planejou financeiramente e escolheu o imóvel certo? Então está cada vez mais perto de alcançar o seu sonho! Agora é a hora de finalizar a compra. Por isso, é importante ficar atento aos documentos para financiamento. Eles são essenciais para que você consiga usufruir de sua propriedade o quanto antes.

Essa é uma aquisição que envolve uma das maiores conquistas da sua vida! Por isso, é hora de você mostrar ao banco que está comprometido com o financiamento. Para auxiliar você, preparamos este post com 5 dicas essenciais. Confira!

1. Faça uma simulação do financiamento

O primeiro passo é fazer a simulação do financiamento no site do banco em que você tem interesse ou diretamente com o gerente da instituição. Além dessa etapa mostrar o valor e o número de parcelas de acordo com a entrada oferecida, ela ainda mostra os prazos e as condições de pagamento e o valor da necessário de renda para realizar o financiamento desejado.

Na simulação, você também vai saber qual é o limite de crédito, a porcentagem de renda que pode ser comprometida e se é permitido o uso do FGTS (Fundo de Garantia por Tempo de Serviço). Caso a renda não seja proporcional ao requerido no financiamento, ela pode ser complementada com a renda de um terceiro, não sendo necessário vínculo familiar.

2. Esteja em condições para o financiamento

Antes de reunir toda a documentação exigida, faça uma consulta no site do Serasa Consumidor e veja como está seu score bancário e se existem dívidas cadastradas no seu CPF.

Se você encontrar algum problema, resolva-o o quanto antes para dar continuidade ao processo de aquisição do seu tão sonhado imóvel próprio.

3. Tenha a lista completa de documentos

Agora que você avaliou seu cadastro e tem ideia de como será feito o pagamento do financiamento, é hora de reunir todos os documentos exigidos. Para que nenhum deles seja deixado para trás, uma boa dica é fazer um checklist! Os documentos necessários para todas as pessoas físicas envolvidas são:

  • CPF;
  • RG;
  • certidão de nascimento ou de casamento atualizados;
  • comprovante de renda atualizado;
  • certidão de débitos de tributos federais.

4. Use o saldo do seu FGTS

Caso você queira utilizar o saldo do FGTS para compor o valor de entrada, alguns documentos precisam ser incluídos na sua lista. Veja abaixo o que apresentar:

  • extrato atualizado do FGTS;
  • comprovante de residência;
  • cópia da CTPS (Carteira de Trabalho e Previdência Social);
  • cópia da última declaração do IRPF (Imposto de Renda de Pessoa Física);
  • cópia da última declaração do IRPF do cônjuge, se houver.

Caso seja necessário compor renda, apresente também a documentação do outro requerente. Isso é especialmente útil quando você precisa aumentar seu limite de crédito.

5. Comprove sua renda

Um dos mais importantes documentos para o financiamento é o comprovante de renda. É ele que vai mostrar ao banco que você tem condições de arcar com as parcelas que virão nos próximos anos. Por isso, atenção especial: reúna seus três últimos holerites e apresente ao banco no qual pretende conseguir o crédito imobiliário. Faça o mesmo com o outro participante, se estiver compondo renda.

A documentação exigida pode sofrer sutis alterações de acordo com cada banco ou construtora. Fique atento às regras e peça uma lista completa do que você precisa reunir.

Agora que você já sabe quais os documentos necessários para o financiamento, não deixe de assinar nossa newsletter. Você vai receber todos os nossos conteúdos diretamente em sua caixa de entrada e ficar por dentro de notícias sobre a compra do seu imóvel tão sonhado!