Como planejar uma casa minimalista

A busca por uma rotina mais organizada faz parte da sociedade, seja no trabalho, em casa ou na vida pessoal. Por isso, o minimalismo tornou-se um conceito muito utilizado nos dias de hoje. É a ideia de reduzir ao mínimo a utilização de elementos e recursos. As pessoas que optam por um estilo de vida minimalista defendem que manter apenas o que é essencial te faz ter mais liberdade e ser mais feliz. “Menos é mais”, “pratique o desapego” e “ser é melhor que ter” são algumas das frases que descrevem esse estilo de vida.

Uma das formas de começar a introduzir o minimalismo no dia a dia é adaptando o seu ambiente de convívio. Para isso, uma casa minimalista consegue grandes resultados! Com o objetivo de manter o ambiente mais espaçoso e convidativo, esse modelo oferece não apenas praticidade na rotina, mas também um clima relaxante para os moradores. Com planejamento é possível substituir a quantidade pela utilidade e organização.

Conheça algumas dicas de como planejar uma casa minimalista

1. Escolha bem a mobília

Em uma casa minimalista, a combinação da mobília é fundamental, principalmente com o foco em ocupar o menor espaço possível. Ao invés de manter uma estante com a mesma extensão da parede, por exemplo, o interessante é substituí-la por um armário menor que consiga armazenar apenas o necessário. Além disso, é importante descartar os objetos que não são mais utilizados, como livros ou utensílios em geral. Com essa redução é possível deixar o ambiente mais limpo esteticamente e prático para o dia a dia.

2. Decoração sem excesso

Se o objetivo é decorar a sua casa no estilo minimalista, é porque você busca conforto em um ambiente mais organizado. Para isso, decoração em excesso é uma ideia descartada. A melhor alternativa é começar selecionando objetos decorativos, deixando no máximo duas opções em cada cômodo. Uma dica é manter apenas aquilo que te traz boas lembranças. Tem um objeto de recordação que ganhou de alguém especial ou de uma viagem que foi muito importante? Mantenha. Caso contrário, descarte.

3. Invista em cores claras

Ambientes claros proporcionam mais conforto e tranquilidade aos moradores. Por isso, na hora da pintura é interessante optar por tons em creme, cinza ou branco. Em contraste, peças da mobília e objetos decorativos conseguem uma boa combinação com o cômodo se escolhidos em tons coloridos. Imagine uma sala com uma pintura suave e a mobília em tom semelhante. Agora acrescente objetos amarelos em uma estante ou aparador. Não lhe parece um ambiente agradável?

4. Doe mais e compre menos

É comum querer adquirir aquilo que atrai a sua atenção, no entanto, antes da compra é importante analisar se ela é realmente necessária ou apenas um acúmulo. Quem nunca guardou por anos uma peça de roupa sem usar ou uma coleção de livros que já leu, certamente faz parte de uma pequena parte da população. Armazenar apenas aquilo que será utilizado é umas das estratégias para manter um ambiente organizado e prático! Além disso, doar roupas e objetos é sempre uma boa forma de ajudar quem precisa.

Substituindo o excesso de cada cômodo é possível acrescentar organização aos poucos em todos os ambientes. Além de destacar os detalhes de cada móvel, a presença de um elemento decorativo se torna mais convidativo e, com isso, proporciona conforto e praticidade aos moradores. Para uma decoração minimalista, o segredo é selecionar aquilo que importa e organizar de forma aconchegante!